domingo, 11 de março de 2018

"Nenhuma mulher deu à luz no solo Apodiense em 2018" Lamenta Júnior Carlos



Júnior Carlos usou a tribuna na última quinta-feira (08) durante o grande expediente da última sessão e para iniciar, aproveitou para homenagear as mulheres pelo seu dia, no entanto, foi objetivo ao afirma que, em Apodi, as mulheres não tinham muitos motivos para comemorar, se referindo ao fechamento da Maternidade Claudina Pinto.

"Nenhuma mulher deu  à luz no solo apodiense em 2018". Lamentou Júnior Carlos.

O parlamentar convidou todos os demais colegas vereadores para se unirem e juntos irem até o Ministério Público, usando da prerrogativa de poder instituído, buscar junto à promotoria uma solução, já que o poder executivo simplesmente “abandonou” a maternidade.

“Não podemos mais admitir essa situação, nós que representamos um poder instituído, temos que usar isso para solucionar essa questão” Destacou Júnior.

Júnior Carlos aproveitou para informar sobre o caso da cidade de Marcelino Vieira, onde o próprio MP determinou a retomada das atividades da maternidade de lá. Admitindo ser uma vergonha para Apodi, o vereador reforçou mais uma vez o convite aos colegas.

Por fim, solicitou do secretário de Obra, atendendo ao pedido dos moradores da rua Ademar Leão, que seja feita uma visita ao final da rua, para solucionar uma demanda recorrente da população.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prefeitura de Apodi acaba de divulgar o novo boletim epidemiólogo da Covid-19

Mais um Boletim sobre o novo Coronavírus (COVID-19). Até essa quinta (09), são 2726 notificações, sendo 21 suspeitos estão aguardando o resu...