quarta-feira, 7 de março de 2018

"A Maternidade está fechada e a culpa é de quem não firmou o convênio", enfatizou Gilvan Alves



O vereador Gilvan Alves (AVANTE), iniciou o uso da Tribuna do Povo, durante o grande expediente, parabenizando a equipe da Maternidade e Hospital Claudina Pinto, por resistir e tentar fazer com que essa importante instituição mantenha-se funcionando. 

Ainda sobre o assunto, Gilvan rebateu um Edil que tinha dito: "a culpa da Maternidade está fechada não é do gestor". Na fala, ele enfatiza que o único local adequado para o funcionamento desses serviços para a gestantes é a Maternidade Claudina Pinto, logo, se o gestor retirar os serviços de lá e levar para outro lugar, o único culpado é o gestor, por ter tido essa atitude errônea e de má fé, para com a instituição. 

"Se esse é o único lugar das mulheres ganharem neném nesta cidade, daí o gestor quebra o convênio e leva as mulheres para Alexandria. Assim, de quem é a culpa cara pálida?", disse o Edil.

Ainda sobre a Martenidade, o vereador falou sobre o aumento da receita oriunda dos royalties, coisa entorno de 6 milhões só de diferença para com 2016. E que mesmo com todo esse dinheiro em caixa, na prefeitura, uma instituição com mais de 70 anos como a Maternidade, tem que fazer um show beneficente para tentar pagar a folha de pagamento atrasada. 

Segundo o edil, a Maternidade já tem o dinheiro de pagar as folhas atrasadas, através do dinheiro da produção, entretanto, a Prefeitura não faz o repasse. 

"Eu chamo esse situação aqui de Calote", enfatizou Gilvan sobre o não repasse do dinheiro da produção. 

"A culpa não vem de outra dimensão. A culpa é de quem não firmou o convênio, uma vez que aquele é o único local para as gestantes ganharem neném em nosso município", concluiu Gilvan Alves.

Dando continuidade, Gilvan tratou sobre algumas indicações de sua autoria feitas no ano de 2017, ele destacou a Avenida Geronildes Cabral, que ele pediu o calçamento da mesma, e já se passaram pelo menos 6 meses da resposta e nada foi feito. 

Sobre prazos dos trâmites do legislativo, o vereador comparou com os prazos das respostas da Prefeitura aos questionamentos dos vereadores. 

"Eles querem aprovar tudo rapidamente. Mas na hora de responder um simples requerimento, não cumprem com os prazos e pedem até dilação de prazo. Irônico.", Disse o Edil.

Gilvan finalizou sua participação na Tribuna, enfatizando que o Prefeito Municipal, com um ano e dois meses, não fez nenhum investimento em infraestrutura no município de Apodi, mesmo com todo o dinheiro que a prefeitura já recebeu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMAD de Apodi chega a marca de 346 partos desde a sua criação

Mais um dia de realização de partos por cesarianas, no Centro Obstétrico Municipal Albaniza Diógenes - COMAD de Apodi. "Com os partos d...